Dicas de Alimentação

alimentacao

Sendo a alimentação a principal fonte de energia para vivermos cada dia da nossa vida, é muito importante termos uma atitude crítica e consciente sobre os alimentos que ingerimos.

Afinal, são estes mesmos que terão uma importância suprema sobre a qualidade do nosso ser, da nossa forma de estar e do nosso equilíbrio.

Assim, deveremos procurar ter em consideração a forma como o nosso organismo reage a cada alimento (e isso cada um de nós sabe dizer que se comer determinado alimento lhe dá terminada reação), mas também procurar não comer apenas aquilo de que gostamos, pois na variedade está a riqueza dos nutrientes que ingerimos.

Aqui ficam algumas pistas que nos podem ajudar no dia-a-dia a ter uma boa alimentação e a fazer de cada um desses momentos, um momento de qualidade.

– Ter atenção à natureza dos alimentos -preferir alimentos naturais, rejeitando os que são processados, preferir os frutos e vegetais da época, alimentos com frescura, viçosos

– O momento da refeição deve ser relaxado, sentado, não estar a fazer outras coisas ao mesmo tempo como ler, ver televisão ou ter conversas difíceis que irão prejudicar a digestão

– Comer alimentos à temperatura ambiente – nem muito quente, nem muito frio, que irão desgastar demasiado o nosso organismo para torna-los à temperatura normal

– Mastigar bem, dando tempo a que os sólidos fiquem bem triturados, e que possam ser enviados ao estômago de uma forma já bastante triturada e não obrigar o estômago a ficar muito mais tempo a procurar decompor os bocados de alimentos que lhe são enviados

– Não se deve comer até ficar cheio, mas parar antes que isso aconteça. Se estivermos com muita fome e comermos muito rapidamente, o cérebro não terá tempo de receber a informação de que o estômago já esta cheio e então continua a enviar informação de que estamos com fome. Se nos alimentarmos de uma forma mais lenta, o cérebro terá tempo para receber a informação e conseguiremos parar a tempo de ficarmos “empanturrados”

– Jantar pelo menos 3h antes de deitar, de forma a que o processo de digestão seja feito ainda numa posição vertical do nosso corpo que lhe é mais favorável, e ao mesmo tempo, libertamos o organismo para fazer as atividades que precisa processar ao longo da noite sem estar a ser desgastado com o processo da digestão.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s