MEDICINA TRADICIONAL CHINESA

A Medicina Tradicional Chinesa tem mais de 4000 anos de prática e assenta a sua filosofia no conhecimento profundo do ser humano, em comunhão com a natureza e com o meio que o rodeia; para além disso toma em consideração não apenas o corpo físico, mas também a existência de um corpo energético que flui dentro de nós, como que em canais próprios, que uma vez afectados geram doenças e sofrimentos. A Medicina Tradicional Chinesa visa assim a saúde e o equilíbrio energético, vendo cada pessoa como única, pelo que cada tratamento não pode ser igual para duas pessoas; ao mesmo tempo vê cada pessoa de um ponto de vista holístico, ou seja, sem isolar um sintoma, do resto do corpo: por exemplo, uma dor de cabeça pode ter diferentes origens – problemas de Estomago, ou de Fígado, ou de Vesicula –  e é isso que o terapeuta de Medicina Chinesa irá perceber.

 

O que posso tratar com Medicina Tradicional Chinesa?

A Medicina Tradicional Chinesa (MTC) pode ser aplicada a qualquer situação, uma vez que olha para cada pessoa de um ponto de vista geral, como um todo. Desde problemas físicos crónicos que tem há muito tempo, reumatismos, artrites, doenças respiratórias, náuseas, enxaquecas, infecções urinárias, Infertilidade; como doenças musculares, lombares, ciáticas, cervicais, ombro congelado, paralisia facial, joelhos, etc .

Na RUBI TERAPIAS, a consulta de Medicina Tradicional Chinesa tem por base a  Acupuntura da Alma, uma vez que acreditamos a grande maioria das situações que nos chegam tem uma origem que está na nossa mente e, dessa forma, que atuando em problemas de foro emocional e mental, como ansiedade, depressão, insónias, ao trata-las, irão promover a sua alegria de viver.

 

Quais as terapêuticas disponíveis na Medicina Tradicional Chinesa?

A Medicina Tradicional Chinesa tem os seus próprios meios de diagnóstico e os seus diferentes métodos de acção, dentre eles:

Acupuntura – a mais conhecida no Ocidente – inserção e manipulação de agulhas esterilizadas, em pontos específicos do corpo, com o propósito de regular o fluxo de energia

Auriculoterapia – Acupuntura na Orelha, tendo em conta que todo o corpo se encontra representado na orelha e com isso podemos agir diretamente no órgão a partir de um ponto específico,

Farmacopeia Chinesa ou Fitoterapia -prescrição de fórmulas de plantas ou outros componentes naturais, como minerais. Esta terapêutica é muito útil em casos crónicos, pois fornece ao organismo substâncias em falta, visto que a Acupuntura pode ser mais limitada nestes casos

Dietética – aconselhamento dietético de acordo com o sabor e a natureza dos alimentos, bem como dos horários e da forma de confecção das refeições,

Tuina – massagem terapêutica para desbloqueio de energia e de dores mais agudas,

Moxibustão – uso de moxa para ajudar a aquecer determinados pontos no corpo que estão bloqueados devido ao frio e/ou humidade,

Ventosaterapia – alivio de dores musculares e ajuda a melhorar o sistema circulatório através do uso de ventosas

Chi Kung, ou outros exercícios como Tai Chimovimentos corporais que ajudam à postura movimento, respiração, e que tem grande efeito sobre a mente.

O que esperar de uma consulta de Medicina Tradicional Chinesa?

Na primeira consulta será feita uma avaliação energética do paciente: é efectuado um levantamento detalhado da história clinica, hábitos, rotinas, gostos, tipo de alimentação, entre outros. No final desta avaliação e também com a ajuda dos meios de diagnóstico próprios da Medicina Tradicional Chinesa como observação da língua, palpação do pulso, entre outros, o terapeuta tem condições de efetuar um diagnóstico, sempre explicando ao paciente do que se trata, qual o nível de avanço em que se encontra e quais as opções terapêuticas que estão disponíveis para a sua situação.

O objetivo é sempre encontrar o seu equilíbrio, ajudando-o quer nas situações já conhecidas, como outras ainda latentes, agindo assim como Medicina Preventiva.

Anúncios