MEDICINA TRADICIONAL CHINESA

A Medicina Tradicional Chinesa tem mais de 4000 anos de prática e assenta a sua filosofia no conhecimento profundo do ser humano, em comunhão com a natureza e com o meio que o rodeia; para além disso toma em consideração não apenas o corpo físico, mas também a existência de um corpo energético que flui dentro de nós, como que em canais próprios, que uma vez afectados geram doenças e sofrimentos. A Medicina Tradicional Chinesa visa assim a saúde e o equilíbrio energético, vendo cada pessoa como única, pelo que cada tratamento não pode ser igual para duas pessoas; ao mesmo tempo vê cada pessoa de um ponto de vista holístico, ou seja, sem isolar um sintoma, do resto do corpo: por exemplo, uma dor de cabeça pode ter diferentes origens – problemas de Estomago, ou de Fígado, ou de Vesicula –  e é isso que o terapeuta de Medicina Chinesa irá perceber.

 

O que posso tratar com Medicina Tradicional Chinesa?

A Medicina Tradicional Chinesa (MTC) pode ser aplicada a qualquer situação, uma vez que olha para cada pessoa de um ponto de vista geral, como um todo. Desde problemas físicos crónicos que tem há muito tempo, reumatismos, artrites, doenças respiratórias, náuseas, enxaquecas, infecções urinárias, Infertilidade; como doenças musculares, lombares, ciáticas, cervicais, ombro congelado, paralisia facial, joelhos, etc .

Na RUBI TERAPIAS, a consulta de Medicina Tradicional Chinesa tem por base a  Acupuntura da Alma, uma vez que acreditamos a grande maioria das situações que nos chegam tem uma origem que está na nossa mente e, dessa forma, que atuando em problemas de foro emocional e mental, como ansiedade, depressão, insónias, ao trata-las, irão promover a sua alegria de viver.

 

Quais as terapêuticas disponíveis na Medicina Tradicional Chinesa?

A Medicina Tradicional Chinesa tem os seus próprios meios de diagnóstico e os seus diferentes métodos de acção, dentre eles:

Acupuntura – a mais conhecida no Ocidente – inserção e manipulação de agulhas esterilizadas, em pontos específicos do corpo, com o propósito de regular o fluxo de energia

Auriculoterapia – Acupuntura na Orelha, tendo em conta que todo o corpo se encontra representado na orelha e com isso podemos agir diretamente no órgão a partir de um ponto específico,

Farmacopeia Chinesa ou Fitoterapia -prescrição de fórmulas de plantas ou outros componentes naturais, como minerais. Esta terapêutica é muito útil em casos crónicos, pois fornece ao organismo substâncias em falta, visto que a Acupuntura pode ser mais limitada nestes casos

Dietética – aconselhamento dietético de acordo com o sabor e a natureza dos alimentos, bem como dos horários e da forma de confecção das refeições,

Tuina – massagem terapêutica para desbloqueio de energia e de dores mais agudas,

Moxibustão – uso de moxa para ajudar a aquecer determinados pontos no corpo que estão bloqueados devido ao frio e/ou humidade,

Ventosaterapia – alivio de dores musculares e ajuda a melhorar o sistema circulatório através do uso de ventosas

Chi Kung, ou outros exercícios como Tai Chimovimentos corporais que ajudam à postura movimento, respiração, e que tem grande efeito sobre a mente.

O que esperar de uma consulta de Medicina Tradicional Chinesa?

Na primeira consulta será feita uma avaliação energética do paciente: é efectuado um levantamento detalhado da história clinica, hábitos, rotinas, gostos, tipo de alimentação, entre outros. No final desta avaliação e também com a ajuda dos meios de diagnóstico próprios da Medicina Tradicional Chinesa como observação da língua, palpação do pulso, entre outros, o terapeuta tem condições de efetuar um diagnóstico, sempre explicando ao paciente do que se trata, qual o nível de avanço em que se encontra e quais as opções terapêuticas que estão disponíveis para a sua situação.

O objetivo é sempre encontrar o seu equilíbrio, ajudando-o quer nas situações já conhecidas, como outras ainda latentes, agindo assim como Medicina Preventiva.

AURICULOTERAPIA

BEM VINDO À INFORMAÇÂO SOBRE AURICULOTERAPIA
Aqui vai encontrar detalhes sobre o que é a Auriculoterapia, como funciona e os resultados provados desta terapia.

O que é a Auriculoterapia?

Como são as consultas de Auriculoterapia?

Resultados da Organização Mundial de Saúde sobre a Auriculoterapia

Vários estudos e resultados realizados com Auriculoterapia no Mundo
Ansiedade
Emagrecimento
Enxaquecas
Insónias
Tabagismo
Obesidade
Obstipação
Síndrome do Stress Competitivo

TUI-NA

O Tui-Na é uma massagem que faz parte dos recursos da Medicina Tradicional Chinesa, que pretende mover, desbloquear e reforçar a nossa energia, prevenir e tratar enfermidades. TUI-NA é uma palavra composta:”Tui” que significa literalmente “empurrar” e “Na” que se traduz por “agarrar”.

O Tui-Na é diferente de outras massagens uma vez que tem uma certa vocação para tratar patologias específicas, não só em ortopedia, mas também em pediatria e medicina interna. Distingue-se também por fazer uso da anatomia energética do corpo, o que não é considerado em nenhuma terapia ocidental.

É normalmente intensa, uma vez que pretende desencadear processos auto-regeneradores, imunitários e analgésicos em quem o recebe. Interfere positivamente na recuperação de mobilidade articular, redução de espasmos e inflamações, fortalecimento da energia orgânica, atividade metabólica, entre outras funcionalidades.

A prática do Tui-Na pressupõe a reunião de diferentes conhecimentos, desde teoria básica da Medicina Tradicional Chinesa ou estrutura de meridianos e pontos energéticos, até anatomia, fisiologia e patologia, para além de alguma destreza manual não menos exigente.

A sua popularidade na China é esmagadora, no entanto só nos últimos 20 anos é que começou a conquistar um capital de confiança no Ocidente (Pritchar, 2010).

INDICAÇÕES TUI-NA
Tratamento de lesões do aparelho músculo- -esquelético (traumatismos, luxações, entorses, semi-luxações, discopatias, inflamações de tecidos moles, artroses, mialgias, etc.),
Afeções do aparelho digestivo e do respiratório,
Cefaleias, enxaquecas.

CUIDADOS ESPECIAIS TUI-NA
– Osteoporose e fraturas mal consolidadas em idosos,
– Pessoas com lesões ou deformações severas da coluna que envolvam
compromisso da medula espinal,
– Em estados febris,
– Em pacientes com insuficiências cardíacas, respiratórias ou ambas,
– Lesões da pele,
– Grávidas com mais de três meses,
– Estados psicológicos alterados ou perturbações do foro psiquiátrico em
que não seja possível a cooperação do paciente com o terapeuta,
– Lesões recentes (menos de 48 horas) dos tecidos, sobretudo se
revelarem equimose ou inchaço,
– Doenças infeto-contagiosas (deve prevenir-se sobretudo o contágio),
– Artrite supurada.

CONTRA-INDICAÇÕES TUI-NA
Neoplasias (tumores),
Estados de fraqueza patológica,
Problemas ou danos generalizados da pele
Primeiros meses de gravidez.

Os 5 Elementos da Medicina Chinesa

-Tudo o que eu sempre quis saber sobre os 5 Elementos da Medicina Chinesa –

Neste workshop iremos percorrer os 5 Elementos da Medicina Chinesa, conhecendo um pouco da sua história, identificando-os, percebendo de que forma se relacionam entre eles, percebendo de que forma eles interagem na natureza, como nós interagimos com eles.

De que forma os 5 Elementos influenciam o nosso ritmo, a nossa personalidade, a nossa forma de estar, os nossos humores, as nossas preferências alimentares.

Quais as características de cada elemento, como elas estão mais presentes numas alturas da vida do que noutras: como nos acompanham no nosso ciclo de vida.

Serão ainda abordadas algumas dicas para o seu dia-a-dia consoante a sua natureza, de forma a ajuda-la a conseguir um maior equilíbrio.

Tudo isto, num ambiente de super energia positiva 🙂

Sairá deste Workshop mais leve e com mais força para encarar a sua semana!

 

 

Resultados da OMS relativos à Auriculoterapia

resultados Auriculoterapia OMS v2

Taxas de Sucesso obtidas nos testes realizados pela Organização Mundial de Saúde em Auriculoterapia.

A Organização Mundial de Saude (OMS) reconheceu em 1990 o valor da Auriculoterapia, como uma prática eficaz para o diagnóstico e tratamento de diversas condições físicas e emocionais.

Ao abrigo deste reconhecimento, foram realizados diversos estudos comparativos sobre diversas patologias usando diversas tecnicas da Medicina Complementar.

Como são as consultas de Auriculoterapia?

Auriculoterapia

Como são e em que consistem?

A primeira consulta Auriculoterapia é dedicada essencialmente ao diagnóstico. Nesta sessão, o terapeuta deverá obter:

– Um conhecimento detalhado da história médica do paciente, estilo de vida, os sintomas;
– Um exame clínico típico, e observação de exames efetuados (exames de sangue, raios-x, etc.) que possam existir (não é obrigatório)

Após avaliação destes dados, o terapeuta fará:

– Inspeção Auricular Visual: qualquer malformação, dobras, anomalias, tais como placas, verrugas, colorações, entre outros aspetos;
– Palpação: verificação da consistência da orelha, área de pressão dolorosa ou sensível para, olhando para um ponto sensível na área dolorosa;
– Uma detecção elétrica: para avaliar o estado energético dos vários pontos auriculares.

Após todos estes procedimentos, o auriculoterapeuta irá determinar qual a técnica mais adequada a cada situação e paciente, através do uso do Laser, Esferas Magneticas, Cromoterapia, Agulhas ou por Pressão nos pontos auriculares indicados. Em seguida irá partilhar com o paciente e dar início ao tratamento. Assim é possivel de forma natural e eficaz tratar diversos problemas.

Dependendo da patologia em questão, situação aguda ou crónica, o ciclo de tratamentos será diferente.

Se se tratar de uma situação aguda, com dor, terá nessa sessão uma resposta, com a atenuação ou mesmo a eliminação da dor. Se se tratar de uma situação crónica, o ciclo de tratamentos poderá ter entre sete a dez sessões, sendo a periodicidade de acordo com a patologia.

O tratamento deverá ser sempre acompanhado da massagem diária de pelo menos três vezes ao dia, nos pontos estimulados com as esferas.

Venha experimentar!

 

O Que é a Auriculoterapia?

auricupuntura112010

Auriculoterapia, grego therapeia (tratamento) e aurícula Latina (orelha) serve para tratar doenças, estimulando pontos específicos do pavilhão auricular. Sendo o pavilhão auricular considerado uma parte muito importante do corpo humano, por constituir um microsistema, é capaz de funcionar como um receptor de sinais de alta especificidade, podendo reflectir todas as mudanças fisiológicas do organismo. É também bastante enervado e tem muitas ligações ao sistema nervoso central, pelo que o seu poder de atuação é rápido e eficaz.

O que podemos tratar com a Auriculoterapia?

Em Medicina Tradicional Chinesa, trata-se o corpo pelo todo, não sendo assim possível tratar uma doença isolada de todos os outros sistemas, sem atender ao fato que o nosso organismo tende a compensar quando alguma coisa não está ao seu nível esperado. Ou seja, quando alguma coisa corre mal, não podemos apenas tratar uma parte, porque alguma coisa já se modificou para procurar compensar o que ficou pior.

Também em Medicina Tradicional Chinesa, não se pode tratar isoladamente o lado físico ou emocional: eles estão interligados constantemente. Assim, alguma coisa que possamos aparentemente ver apenas como física ou emocional, entenderemos como estão interligadas, e ao tratar uma parte iremos ver os efeitos benéficos numa outra.

No Ocidente, não estamos ainda muito habituados a pensar que uma doença física possa ter uma origem emocional, ou que um estado emocional possa ter efeitos no nosso desempenho físico, no entanto, estas constatações são já assumidas e trabalhadas no Oriente com grandes resultados.

Assim, numa consulta de Auriculoterapia podemos tratar problemas emocionais como Depressões, Ansiedades, Insónias, Ataques de Pânico, Ausência de Auto-Estima, Stress, Obsessão, Medos, Agressividade, Aumentar a Auto-Consciência e a Auto-Confiança, tal como problemas físicos, como dores em geral, vícios – tabaco, álcool ou alimentos -, febres, problemas digestivos, obstipação, reumatismos, entre outros.

 

Qual o método que a Auriculoterapia usa?

O método de tratamento em auriculoterapia pode ser feito recorrendo a agulhas de auriculoterapia, a eletropuntura, a laser, a cromoterapia, a agulhas intra-dérmicas, a sangria, através da pressão manual, a esferas magnéticas e também pela colocação de pequenas sementes com adesivo. A técnica adoptada dependerá especialmente da vontade do paciente, que poderá ter preferência por alguma em particular.

Uma vantagem clara da auriculoterapia é a sua eficácia através da sua ação continua, uma vez que o paciente pode “levar o tratamento para casa”, ao estimular continuamente as esferas magnéticas que levará consigo.